Ouça a rádio ao vivo


Claudinei destaca entrega do elenco

Treinador concede entrevista coletiva e enaltece desempenho da equipe

Futebol Profissional

compartilhe

Enquanto os jogadores do Goiás se preparavam para dar início ao penúltimo treino em Goiânia, antes da partida contra o CSA, na segunda-feira, às 20h, o técnico Claudinei Oliveira respondia aos jornalistas na sala de imprensa do CT Edmo Pinheiro.

Um dos principais assuntos abordados na coletiva foi a semana cheia dedicada aos treinos, coisa rara hoje em dia no futebol brasileiro. Para Claudinei, a intensidade dos treinos está sendo importante para os jogadores irem assimilando a forma de trabalho. Uma das respostas positivas têm sido a entrega dos atletas. Claudinei Oliveira tem observado isso nos jogos. Nas partidas contra Fluminense, Ceará e Botafogo as vitórias vieram com gols depois dos 40 minutos do segundo tempo, o que levou o treinador a exaltar essa intensidade.

“ -A gente tem de lutar até o final, isso eu passo para os jogadores desde que cheguei. Só a preparação física não dá isso. Mas a questão mental faz a diferença, é querer buscar. Nosso elenco é competitivo. A dificuldade desanima, mas nosso time não desanima. Contra o Cruzeiro tomamos o gol e fomos para cima. É uma soma de fatores. É o perfil do elenco que acredita até o final. Em casa, a torcida faz a diferença, eles não deixam de acreditar. Contra o São Paulo, eles jogaram juntos. Contra o Ceará sofremos o gol, e eles ajudaram. Eles estão juntos em todos os momentos”, declarou.

Abordado também sobre a presença de uma mulher apitando a partida, Claudinei aproveitou para lembrar da importância da competência feminina em várias áreas ligadas ao futebol.

“- A Edina é uma pessoa que já apitou Copa do Mundo de futebol feminino, eu acho que ela tem toda competência. É mulher, não é mulher, é homem, enfim é a competência. Ela está lá porque é competente, do mesmo jeito que ela está lá, se errar, não tem jeito de chegar lá e falar que errou porque escalou uma mulher no meu jogo. Tem homem que está errando aí toda semana desde do ano passado, então a gente tem que enaltecer a coragem de escalarem uma mulher e desejar sucesso pra ela não só nesse jogo, mas que ela tenha uma sequência boa no restante do campeonato”, disse o treinador.

Claudinei também falou sobre os centroavantes esmeraldinos. O treinador acredita que o camisa 77 e também o camisa 9, voltarão a marcar pelo Clube. Para isso acontecer, o treinador sabe que é preciso que todos estejam bem na partida, para a bola chegar aos atacante em condições de marcar.

-” Kayke sempre se mostrou um cara muito maduro, muito tranquilo, e lógico querendo fazer os gols, querendo ganhar. A gente sabe que o atacante vive de gols e não é só ele que tem que fazer os gols, gol de qualquer um vale a mesma coisa, um gol do 9 não vale dois né, vale um igual gol dos outros. Então o Jr. Brandão ou o Kayke jogarem ou não não depende só da questão dos gols, depende da questão do jogo. A saída ou não dele não se deve só ao fato dele está fazendo ou não gol. Mas a gente espera ele do mesmo jeito que está, com a mesma serenidade de sempre, que entre faça um bom jogo e faça mais gols”, finalizou Claudinei.

Últimas Notícias


19/09

Sou Verdão

Torcedor esmeraldino aproveite as últimas unidades do plano Bancada
Leia mais

19/09

Marketing

Ingressos para Goiás x Fluminense
Leia mais

19/09

Sou Verdão

Sócio Sou Verdão: Check-in aberto para Goiás x Fluminense
Leia mais

18/09

Futebol Profissional

Copa Verde: Goiás vence Cuiabá no primeiro jogo da semifinal
Leia mais

18/09

Futebol

Goiás repudia atos de vandalismo
Leia mais

17/09

Sou Verdão

Sócio Sou Verdão: Venha acompanhar a semifinal da Copa Verde na Serrinha
Leia mais