Goiás perde para o Figueirense no Serra

04/10/2015

compartilhe

O Goiás foi surpreendido pelo Figueirense dentro do Serra Dourada e acabou derrotado por 3 a 2. O Verdão saiu na frente no primeiro tempo, quando já estava com um jogador a mais, devido a expulsão de Carlos Alberto, sofreu a virada no início da segunda etapa, voltou a empatar a partida, mas com um gol nos minutos finais sofreu o revés. Com o resultado o Goiás se mantém com 31 pontos e agora ocupa a 17ª posição na tabela do Campeonato Brasileiro.

O Brasileirão agora tem uma pausa para a disputa dos dois primeiros jogos das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, com isso o time alviverde só volta a atuar no dia 15 de outubro, contra o Corinthians, em Itaquera.

O jogo

O ritmo da partida foi intenso desde o início, tanto que logo aos quatro minutos Bruno Henrique lançou Erik, o camisa 11 dominou, invadiu a área e bateu na saída de Alex Muralha, mas a bola passou a esquerda meta catarinense. Renan fez bela defesa quando Carlos Alberto encontrou Fabinho livre, o atacante entrou da área e finalizou cruzado, melhor pro arqueiro alviverde.

As principais jogadas esmeraldinas eram criadas pelo setor direito, com Bruno Henrique, mas foi em uma cobrança de falta ensaiada que o Verdão voltou a assustar. David cobrou rasteiro para dentro da área, Felipe Menezes dominou, girou e bateu para o gol, novamente a esquerda de Muralha.

Renan foi obrigado a fazer algumas intervenções, principalmente em finalizações de fora da área do time visitante. O Goiás respondeu com Bruno Henrique, ele aproveitou cruzamento de Rafael Forster e cabeceou, a bola passou por cima do travessão. Já nos minutos finais da primeira etapa, após boa jogada individual de Felipe Menezes, Erik recebeu e bateu, desta vez a direita de Muralha.

Aos 45 novamente uma boa chance nos pés de Erik, Menezes chegou no fundo e cruzou para trás, o camisa 11 emendou de primeira, a bola caprichosamente bateu no travessão e saiu. Carlos Alberto ofendeu o assistente número dois, senhor Márcio Eustáquio Santiago, e foi expulso.

No lance seguinte o Maior do Centro-Oeste abriu o placar, Gimenez foi lançado na direita em velocidade e cruzou rasteiro, a zaga catarinense cortou mal e Erik emendou uma bicicleta e Thiago Heleno cortou com o braço, pênalti assinalado por Ricardo Marques. Zé Love cobrou no canto direito de Muralha e converteu.   

Segundo tempo

No intervalo o técnico Artur Neto promoveu duas alterações no Goiás, saíram Felipe Menezes e Zé Love, entraram Liniker e Carlos Eduardo. O time esmeraldino sofreu um apagão nos minutos inicias da etapa final e sofreu dois gols idênticos e em um espaço de tempo muito curto, cruzamentos rasteiros da esquerda com o jogador do Figueirense completando frente a frente com Renan, no primeiro lance Dudu e no segundo Bruno Alves emendaram para as redes.

Com um jogador a mais e em desvantagem o Verdão se lançou ao ataque e empatou aos 21 minutos, Rafael Forster avançou pela esquerda e cruzou, Leandro Silva desviou para o próprio gol, 2 a 2.

O Goiás continuou jogando no campo adversário buscando a virada, mas acabou surpreendido aos 42 minutos, Rafael Bastos arriscou de longe, a bola quicou na grama molhada e tirou a possibilidade de defesa de Renan, dando números finais a partida, 3 a 2 Figueirense. 

Últimas Notícias


Hoje

Futebol Profissional

Verdão trabalha para mais um confronto em casa
Leia mais

Hoje

Futebol Profissional

Ingressos: Goiás x RB Bragantino – 28/05/2022
Leia mais

24/05/2022

Futebol Profissional

Dadá Belmonte: “Me sinto em casa no Goiás.”
Leia mais

23/05/2022

Futebol Profissional

De olho em dois confrontos com o RB Bragantino, Verdão se reapresenta no CT Edmo Pinheiro
Leia mais

21/05/2022

Futebol Profissional

Série A: Goiás luta, mas é superado pelo Flamengo no Maracanã, 1 a 0
Leia mais

21/05/2022

Futebol

Nota de Pesar – 21/05/2022
Leia mais