TBT: Xerife da zaga esmeraldina na década de 90, Silvio Criciúma completa mais um ano de vida

08/09/2016

compartilhe

Na última quarta-feira, 7, um grande ídolo esmeraldino comemorou mais um ano de vida. O zagueiro Sílvio Criciúma completou 45 anos.

Nascido em 1971 na cidade de Orleans, em Santa Catarina, Sílvio Criciúma chegou ao Goiás em 1996, onde atuou durante seis anos. Zagueiro forte e cheio de personalidade, o famoso “xerife”da zaga esmeraldina usou a braçadeira de capitão durante anos, sendo considerado um líder da equipe dentro e fora de campo.

O zagueiro foi peça importante de grandes conquistas do Verdão. No primeiro título brasileiro, o da Série B de 1999, Sílvio Criciúma foi, ao lado de Dill, o jogador que mais atuou com a camisa esmeraldina, com um total de 29 partidas realizadas naquela temporada.

O zagueirão participou também do inesquecível pentacampeonato goiano. O jogador esteve presentes nos quatro últimos títulos estaduais do Goiás, e, em 2000, ainda teve o privilégio de levantar a taça que fechou a vitoriosa sequência. Naquele ano, Silvio Criciúma ainda tornou-se, ao lado de Harlei, o jogador mais assíduo do Maior do Centro-Oeste no Campeonato Brasileiro, com 26 jogos.

Encerrou a vitoriosa passagem pelo Goiás, em 2001, com o bicampeonato da Copa Centro-Oeste, ficando pra sempre na história e no coração dos esmeraldinos.

 

*Colaborou com informações para este texto o jornalista Fernando Lima

Últimas Notícias


21/05/2022

Futebol Profissional

Série A: Goiás luta, mas é superado pelo Flamengo no Maracanã, 1 a 0
Leia mais

21/05/2022

Futebol

Nota de Pesar – 21/05/2022
Leia mais

21/05/2022

Futebol Profissional

Guia da partida: Flamengo x Goiás – 21/05/2022
Leia mais

20/05/2022

Futebol Profissional

Retrospecto: Flamengo x Goiás
Leia mais

20/05/2022

Futebol Profissional

No CT do Fluminense, Goiás fecha preparação para encarar o Flamengo neste sábado (21)
Leia mais

19/05/2022

Futebol Profissional

Goiás x RB Bragantino – Sábado 28/05/2022 – Orientações Sócios-Torcedores
Leia mais